– Inteirar -se de todas as circunstâncias do negócio, antes de oferecê-lo;
 – Apresentar, ao oferecer um negócio, dados rigorosamente certos, nunca omitindo detalhes que o depreciem, informando o cliente dos riscos e demais circunstâncias que possam comprometer o negócio;
 – Recusar a transação que saiba ilegal, injusta ou imoral;
 – Comunicar, imediatamente, ao cliente o recebimento de valores ou documentos a ele destinados;
 – Prestar ao cliente, quando este as solicite ou logo que concluído o negócio, contas pormenorizadas;
 – Zelar pela sua competência exclusiva na orientação técnica do negócio, reservando ao cliente a decisão do que lhe interessar pessoalmente;
 – Restituir ao cliente os papéis de que não mais necessite;
 – Dar recibo das quantias que o cliente lhe pague, ou entregue a qualquer título;
 – Contratar, por escrito e previamente, a prestação dos serviços profissionais;
 – Receber, somente de uma única parte, comissões ou compensações pelo mesmo serviço prestado, salvo se, para proceder de modo diverso, tiver havido consentimento de todos os interessados, ou for praxe usual na jurisdição.

   (Fonte: Resolução COFECI n.º 326/92, art. 4º).

Atenção
Skip to content